Siga-nos!

Ciência & Saúde

Arqueólogos encontram inscrição que pode confirmar antigas fronteiras de Israel

Inscrição foi encontrada em vaso e confirma relato bíblico.

Michael Caceres

Publicado

em

Vasos encontrados em Abel-Beth-Maacah. (Foto: Robert Mullins)

Uma inscrição em língua hebraica recém-descoberta por arqueólogos pode confirmar as antigas fronteiras de Israel, relatadas na Bíblia.

Pesquisadores do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém afirmam que a inscrição foi descoberta em Abel Beth-Maacah, que é mencionado na Bíblia várias vezes.

“Ben-Hadade respondeu ao pedido do rei Asa; ele enviou seus comandantes do exército contra as cidades de Israel e capturou Ljon, Dan, Abel-Beth-Maacah e todo Chinnerote, bem como toda a terra de Naftali”, diz um trecho de 1 Reis 15:20.

Há também uma lista de conquistas pelo rei da Assíria em que o local volta a ser mencionado, em 2 Reis 15.29, sendo que a descoberta tem sido relacionada com a cidade mencionada na Bíblia por causa de sua localização.

“É um local muito grande e de destaque, e antes de iniciarmos nosso projeto, oito anos atrás, nunca havia sido escavado, possivelmente por causa de sua localização na fronteira”, disse Panitz-Cohen ao Jerusalém Post.

Ao estudar um vaso encontrado na região, Adrienne Ganur, restauradora da Autoridade de Antiguidades de Israel, descobriu que havia uma inscrição com tinta bastante rara para a época.

Após estudos adicionais, o professor Christopher Rollston, da Universidade George Washington, em Washington, disse que a inscrição incluía a palavra Lebenayau, ou “pertencente a Benayau”, um nome formado pela raiz Bana – que em hebraico e em muitas línguas semíticas refere-se ao conceito de edifício – e o final teofórico “yahu” – referindo-se a YHWH, o Deus dos israelitas.

Trending