Siga-nos!

Mundo

A vacina contra o Sputnik da Rússia se aplica ao estudo da fase 3 no Brasil

Publicado

em

A vacina contra o Sputnik da Rússia se aplica ao estudo da fase 3 no Brasil

Fonte: (Reprodução/Internet)

A vacina russa Sputnik V COVID-19 solicitou aprovação regulatória para lançar os testes de Fase 3 no Brasil, disse a agência reguladora de saúde brasileira Anvisa na noite de terça-feira.

Veja também: Brasil insta fabricantes de vacinas a agilizar as aplicações regulatórias

A vacina Sputnik está sendo desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Gamaleya de Moscou e comercializada pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF). A parceira brasileira Uniao Química, da indústria farmacêutica, entrou com o pedido na Anvisa, disse o regulador.

A Anvisa informou que analisará o pedido em até 72 horas.

Leia também: O requisito de teste COVID dos EUA para viajantes do Reino Unido deve se estender a outras nações

O Paraná já concordou em testar e produzir a vacina russa, enquanto a Bahia, no Nordeste, planeja participar de testes e comprar as doses da vacina.

Os ensaios de fase 3 são considerados o padrão ouro porque os pacientes são randomizados para receber tratamento com o medicamento em teste ou um placebo, sem que os participantes ou médicos saibam em qual grupo eles pertencem.

Traduzido e adaptado por equipe O Verbo News
Fonte: Reuters